Floresta

O desmatamento, a degradação e a perda de carbono ameaçam a terra mãe de povos indígenas, extrativistas e ribeirinhos, espécies de animais e vegetais de todos os tamanhos e beleza. Além disso, acentuam as mudanças climáticas que afetam todo o planeta. A RAISG desenvolve estudos e mapas para que a floresta amazônica seja melhor conhecida e protegida.

Ordenar por Data
  • Data
  • Título

O mapa, elaborado conjuntamente com WHRC/EDF/COICA, apresenta pela primeira vez informação sobre a quantidade de carbono sobre o solo, contido nos Territórios Indígenas e Áreas Naturais...

Pressões e Ameaças

Um panorama das pressões atuais e ameaças potenciais sobre a Amazônia, uma região de 7,8 milhões de km 2 , compartilhada pela Bolivia, Brasil, Colombia, Ecuador, Guyana, Perú, Suriname, Venezuela e Guyane Française, onde vivem 33 milhões de habitantes, incluindo 1,5 milhão de indígenas de 385 povos diferentes. Informações e análises sobre desmatamento e degradação, concessões e demandas de exploração de recursos naturais e obras de infraestrutura.

Ordenar por Data
  • Data
  • Título

Este atlas apresenta análise espacial de um conjunto de cinco pressões e ameaças sobre a região Amazônica Equatoriana na última década: estradas, petróleo e gás, mineração, hidrelétricas, focos...

Amazônia sob pressão apresenta em linguagens cartográficas um panorama sobre as pressões atuais e ameaças potenciais sobre a Amazônia. Traz informação atualizada de 2012 sobre estradas, petróleo...

Áreas Protegidas e Territórios Indígenas

As Áreas Naturais Protegidas e os Territórios Indígenas ocupam mais de 45% da Amazônia e representam a área mais preservada da região. A RAISG publica dados e estudos elaborados sob protocolos comuns a todos os países amazônicos, para superar visões fragmentadas e favorecer iniciativas e processos integrados que contribuam para a consolidação das Áreas Protegidas e Territórios Indígenas.

Ordenar por Data
  • Data
  • Título

Dados Cartográficos

API

Dados georreferenciados para acesso através de URL, no padrão WMS (Web Map Services).